É possível morrer de tanto rir?

Reprodução/Telegraph
À esquerda, Alex Mitchell (que morreu rir) com Nessie,
 sua esposa. À direita, a neta dele, que nem riu, mas quase morreu
Antes que você responda "não, não é", é melhor a gente te contar a história de Alex Mitchell. 

Em 24 de março de 1975, ele pegou uma folga de seu emprego como assentador de tijolos e ficou só no chinelinho, em sua casa, esperando para ver seu programa de TV favorito, a série de humor Goodies, exibida pela BBC. 

O que aconteceu depois fez com que ele fosse notícia em toda a Inglaterra e não apenas em sua cidade, Norfolk. De acordo com sua mulher, Nessie, Mitchell estava estrebuchando de tanto rir em sua poltrona quando, do nada, apagou feito uma lâmpada. 

— Ele deu uma tremenda gargalhada, tremeu no sofá e morreu ali mesmo.
Nessie chegou até a mandar uma carta para a produção da série agradecendo a eles por ter feito com que seu falecido marido tivesse seus últimos momentos de vida tão felizes. 

O caso teria ficado arquivado para sempre se não fosse por um pequeno porém. A neta de Mitchell teve o mesmíssimo problema e só não morreu porque seu marido foi mais rápido que a morte. 

Lisa Corke, que mora em Kent, e, logo no começo de maio, teve um colapso igual àquele que seu avô teve e, por 55 minutos, ficou clinicamente morta.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Fracasso no relacionamento, Como evitar?

“COVINHAS” PORQUE ALGUMAS PESSOAS TÊM OUTRAS NÃO?

Isis Valverde fratura vértebra da cervical e carro tem perda total